Attack on the Pin Up boys

Attack on the Pin Up boys foi um filme produzido pela SM Pictures, tendo como elenco o Super Junior 5, o SJM Henry Lau, SNSD Yoona, EXO Suho e o Shinee Key.

Uma pequena vila sul-coreana se encontra agitada entre os jovens por conta de atentados comicamente bizarros, pois possuem bombas fecais como armamento,  causados por um anônimo que tem como vítima colegiais populares das escolas mais conhecidas da região.

A história é narrada pelo estudante Kim Kibum, um jovem garoto que está passando por uma crise existencial aos 18, em que procura o seu espaço no meio onde vive. Com uma vida social bem parada, dedica-se exclusivamente ao seu famoso blog, cujo principal foco está em documentar e noticiar os ataques aos garotos bonitos e conspirar suas pequenas investigações sobre o os atentados do terrorista troll.

O próximo colégio prometido aos ataques é o seu. Porém, uma uma vez que em sua escola não há somente um popular, mas três, apenas anuncia e decide manter o suspense no ar. Conhecidos como Troika-azul, enxergam na situação uma forma de ser o único centro das atenções, não só em suas respectivas áreas como já ocorre, mas em toda a escola. O trio é composto por:

Kim Heechul é um Ulzzang que lidera um grupo de dança. Apesar de não saber dançar e ainda maltratar o melhor dançarino, Shin Shindong, pelo fato de ser gordo, Heechul chama muita atenção por ser bonito, sempre defende que para ser um artista não precisa ter talento, mas beleza.
KanGin é o chefe do time de judô. Recentemente intimado pela escola com ameaças de cortar verbas do esporte para competir com outros colégios, uma vez que foi brutalmente nocauteado nas finais de um campeonato por ter pena de bater no oponente, Kangin só obtém o respeito do mascote – um panda misterioso – e do judoca Eunhyuk que só o respeita por ser o lutador mais poupado.
Choi SiWon é o presidente do corpo estudantil e o garoto mais inteligente da escola. Super temido por ser um bruxo andróide(seila), também possui poderes como a telecinese para torturar o seu confidente afeminado Kim Ryeowook(???).

Com essa pressão no colégio devido ao mistério, as apostas entre os estudantes e, até, professores se iniciam. Quem terá o melhor perfil para ser atingido? Quem, dos três, será o mais popular? Qual é o mais invejado a ponto de ser o escolhido pelo terrorista? Inicialmente, o trio popular teme aos ataques, usando de qualquer artifício para se proteger, até descobrirem que esse destino aparenta ser uma coisa boa, levando em conta a fama e o sucesso das vítimas anteriores. Ser o alvo agora é uma questão de honra, então a própria Troika Azul decide se sabotar desejando a fama que a bomba fecal causá.
Agora o foco é ser atingido pela bosta, tendo até trapaceios em busca disso.

Outro personagem muito presente na trama é Lee DongHae, o único colega que o protagonista tem na escola. Como faz parte do grupo de dança e um dos listados para o próximo atentado é o seu líder narcisista, Donghae fica encarregado inicialmente de proteger Heechul. Quando a descoberta da glória em troca da bosta, passa a investigar quem é o terrorista troll e quem será a próxima vítima, tentando induzi-lo a atacar Kim Heechul.

Bem, inicialmente só fui atrás do filme depois que vi o clipe “Wonder Boys”, afinal quem não lombra com a dancinha do Panda?! Procurei resenhas sobre a obra e observei que a maioria só falava do humor em si, geralmente críticas denunciando ser uma comédia idiota por causa da trama. Ao assistir o filme, realmente me comovi e vi que não se resumia ao tema. Em primeiro: o perfil psicológico das personagens é simplesmente incrível. A busca de um reconhecimento no caso do trio-azul(através de humilhação), o medo de deixar de ser criança – demonstrado por Kibum, o sacrifício de Donghae no final do filme pelo gosto da fama; mostra a vida de um adolescente do século XXI e situações pelas quais ele passa. Por mais que a aventura seja maluca, não podemos negar que cada detalhe na comédia fez a diferença. Sem contar o terrorismo literalmente de merda que é uma coisa bem inusitada.

Infelizmente, esse filme foi feito somente com o intuito de promover o Super Junior. Dificilmente você encontrará pessoas que o assistiram por livre e espontânea vontade, geralmente os telespectadores serão fãs do grupo ou amantes do cinema coreano, o que é uma pena, pois o filme é brilhante em tudo. ODIEI o roteiro do Shindong. Trolaram o menino em tudo, comédia extremamente forçada tendo como alvo apenas sua obesidade, insinuando também – através de lamentações – uma falta de capacidade de dançar por conta da sua gordura. Só teve como marca o gordinho zoado. Nada de novo no Sol…

Em contrapartida, para quem está acostumado com comédias americanas vai achar o enredo bastante estranho, mas bem criativo, pois  é um humor um tanto excêntrico.
Como se trata da vida de um adolescente do século XXI, muitos talvez se sintam identificados com o protagonista, principalmente se estiverem nesse cruzamento de fim da infância e início da idade adulta – como se comportar e como é difícil aturar a pressão imposta. A crise dos dezoito é uma realidade, pois o “agora ou nunca” é imposto, precisamos descobrir quanto antes o que vamos fazer pelo resto de nossas vidas e outras milhões de decisões que precisamos fazer apenas por estamos prestes a fazer 18. É uma reflexão bem legal que o filme faz. Vale lembrar também a tendência dos atuais adolescentes ao delentantismo(passatempos estranhos arranjados por conta do tédio), youtube e outros blogs tão aí cheio de coisas idiotas e perigosas como fonte.

Vale a pena mencionar:

A atuação de alguns membros realmente me surpreendeu, com destaque em Kim Ryeowook(o subordinado nerd e afeminado), Lee Donghae(o charmoso revoltado por não obter a atenção que merece), Kangin(o paradoxal humilde arrogante, fazendo alusão ao grego hércules[segundo Heechul] por ser absolutamente burro todavia forte e bonito) e Kim Heechul(só não é a estrela do filme porque o Kibum é protagonista e o Ryeowook impagável).
O cenário é mó favelão. Sério, quem já foi na Vila da Penha vai se sentir identificado, um morrão cheio de casas com ruas estreitinhas, só faltou um sambão ;D
As mensagens subiliminares da SM, como a cena do armário de doces do Lee Sungmin escrito “I love SM”.
O mistério do Panda e todo seu desmascaro no final são incríveis.
A trilha sonora toda são de artistas da SM: Are you ready do Trax, Rokukko do SJ e etc…
O filme ganhou cercade 7 prêmios pela genialidade e originalidade.
TODOS os figurantes são da SM, trainees como o caso do Suho, Yoona e Key na época ou artistas debutados como o próprio SJ(excerto Henry, lembrando que o filme é de 2007).
Kyuhyun não participou do filme devido ao acidente de carro que quase o matou.
O CLIPE DE WONDER BOY NO FINAL

Conclusão: Se for a procura do longa, o veja sem preconceitos ou a história vai se resumir à sinopse. Abrir a mente para uma comédia desse peso foi muito importante para mim, principalmente para a permissão das reflexões do protagonista no meio em que vive. Reforço que a crise dos 18 pode parecer palhaçada, mas na verdade ela acontece e muito, pode ter certeza. Diversos adolescentes também se encontram perdidos, querem crescer tudo de uma vez, se sentem pressionados com as mudanças sociais e esquecem que isso faz parte e é gradual. Achei impressionante a denúncia das atuais tendências que o tédio proporciona aos jovens através da reificação, o bullying frequente em troca de exerção de poder, a humilhação por 15 minutos de fama, a frieza causada por status ou falta de comunicação familiar.

Acima de tudo, a obra mostra que uma comédia pode ser excelente com um tema central frajuto, não é necessário ter sexo e drogas para se obter alguma risada. Quem gosta de comédias como “Se beber não case” ou “American pie” talvez seja hora de tentar algo novo, quem sabe não muda os seus conceitos de humor? Esse filme pode ter uma temática besta, mas ganhou mais de seis prêmios…

Autor: Cortez Hime

Anúncios
Esse post foi publicado em K-Movies e marcado , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s