Lan Yu

Lan Yu(Liu Ye) é um belo estudante de arquitetura que precisa de dinheiro para pagar a faculdade, logo decide vender seu corpo. Seu primeiro cliente, um microempresário chamado Chen Handong (Hu Jun), torna-se o seu único – num tratamento de freguês exclusivo – devido a grande dependência que um construíra sobre o outro.

Minha opinião: Como diz a melhor amiga de Vivian(Julia Roberts) em Uma linda mulher, o maior erro de uma prostituta é apaixonar-se pelo cliente. Mas como não, se Lan Yu além de virgem, era BV e estava completamente solitário numa cidade totalmente distinta a sua? Uma dramática história baseada no best seller Beijin Story, já está na minha lista de livros. Uma adaptação delicada que possui críticas ao casamento e estado civil pressionados pela sociedade, mesmo que pressões inconscientes. Denuncia também a falta de liberdade com a homoafetividade, levando muitos homens a sentirem a obrigação de casar-se e terminarem num divórcio por saturação quanto a negação de suas naturezas.

Pontos Fortes:
-Demonstração de afeto entre os conjugues muito muito bem feita.
– Uma cena marcante onde Lan Yu é tratado como um simples prostituto pelo seu amado, tendo jogado em sua cara o tanto de dinheiro que Chen gastara com os programas e presentes. Nisso, Lan Yu com desprezo e um pouco de orgulho que lhe restara, abaixa as calças e diz “Então, amo… Qual posição quer usar o seu escravo hoje?”. Uma forte reflexão de até onde se esquece o preconceito por uma pessoa que ama.
– A música do final.

Pontos Fracos:
– O descuido do final. A falta de explicação sobre o acidente de Lan Yu ficou tão aberta que deixou de ser algo conclusivo. O drama da cena perdeu todo o valor pela ausência de acontecimentos.
– Quando Chen Handong vai casar, avisa a Lan Yu que este pode ficar com a casa e que já até está no nome dele. Todavia, quando brigam na cena seguinte, Chen expulsa o concubino como se fosse o dono da casa. Confusão extrema.

Vale a pena mencionar: Ryuichi Sakamoto – um excelente compositor japonês – é citado com a sua famosa obra na trilha sonora: Merry Christmas Mr Lawrence.

Conclusão: Quando o amor é real, não importa quem somos, quem fomos ou as mudanças que passamos. Se ele é intenso, não hesite por medo de acabar, pois no momento que a chama apaga, é muito difícil reacendê-la. Lan Yu e Chen Headong tornaram a regulação de afeto seus maiores arrependimentos, pois a reciprocidade só acaba no fim, que é inesperado e certo.

Autor: Cortez Hime

Anúncios
Esse post foi publicado em M-Movies e marcado , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s