Sobre o fim de Naruto

 1418179498-9e7ee700e7-o copy

Não vou dizer que não tive tempo(apesar de muitas internações terem ocorrido), foi exatamente a preguiça que me consumiu a ponto de ter demorado quase um mês para escrever(e ainda ficar extremamente informal) sobre o final do mangá do meu anime favorito. Que, diga-se de passagem, odiei. Mas, não odiei tanto quanto achei que fosse odiar ao receber spoil. Digo, muita coisa que aconteceu mais pareceu um improviso puramente comercial, mas o final do protagonista Naruto ao menos aparenta ter tido planejamento. Vamos por partes.

Capítulo 693 ao 698 – Foram cinco volumes lindos do Naruto dando o seu máximo para convencer o amigo a parar com a palhaçada de querer roubar o único sonho que tinha(ser Hokage) antes de conhece-lo e, agora, ter o amigo de volta em casa. Frases de efeito como “A luta pelo amor e o poder” somado aos flashbacks da amizade deles na infância e o fim que os parou, nada mais nada menos que perderem os braços de mãos dadas formando um coração de sangue, já era SasuNaru o suficiente. Mas não, Kishimoto fez questão de finalizar a luta com o Sasuke praticamente se declarando para o Naruto, dizendo o quanto Naruto mudou sua vida e o quanto se sentia dependente dele; as coisas que o loiro já falou em sua posição sobre o amigo em uma saga que basicamente tratava-se de “salvar” Sasuke da própria ambição que antes da guerra ou da corrupção da Akatsuki não interferiria em nada relacionado a vila, somente a ele mesmo. Mas o amor de Naruto no fim era recíproco, e Kishimoto mostrou isso da forma mais linda que conseguiu.

Ps: quando eu uso o termo “sasunaru” me refiro ao relacionamento que Kishimoto disse sobre o Naruto e o Sasuke, não um típico carnal, mas um amor inconsciente.

Capítulo 699 – Pra mim, se acabasse aqui, ninguém perderia nada. Kakashi se torna Hokage e consegue a absorção de Sasuke na vila. Absolvido, ele se desculpa com a Sakura por todo o desprezo gratuito que deu a ela ao longo do crescimento do time 7 e agradece todo o trabalho do grupo durante todos esses anos não terem desistido dele. Logo em seguida, ele vai embora da vila afirmando que como um desertor, queria conhecer o mundo. Esse sentimento de liberdade e independência SEMPRE foi um princípio do personagem, o que refletiu suas ideias para ser um Hokage(o fato de aguentar a solidão por ser algo que faz parte dele), ou ser o único sobrevivente Uchiha. Enfim, não teve fim melhor para o Sasuke.

Capítulo 700 – QUE COMECE A PALHAÇADA

NÃO A FIGURANTIZAÇÃO DE HARUNO SAKURA!

NÃO A FIGURANTIZAÇÃO DE HARUNO SAKURA!

Explicando: como não manjo dos inglês, vi aquelas criancinhas e me assustei. Um sentimento de revolta tomou conta de mim “será que Kishimoto é tão vendido que cedeu a pressões de fanzinhas e tonou o fim do mangá sem noção só pra ganhar dinheiro?”, com um anime que tem mais filler que capítulo canon, mais enrolação que história, não era pra eu ter ficado tão surpresa com o fato do Kishimoto ser mercenário. Gente, a coisa ficou tão shoujo do nada que eu até pensei que era doujinshi. A começar de todo mundo resolver casar com todo mundo e ter filhinhos com característica de um e outro, me senti mesmo uma analista de fanarts no tumblr.

Quando eu finalmente li a história, vi que não foi tão mal e ao mesmo tempo foi pior. Vamos aos secundários: Chouji e Karui. Cara, o que a Karui tem a ver com qualquer coisa? Ficou tão “Já que vamos casar todo mundo, pega aquela menininha lá da aldeia do raio pra casar aqui com o gordinho que ficou sem ninguém.” Nem o The Last vai conseguir explicar essa jossa. Pelo menos a Chouchou é fofa.

Sai casando conseguiu ser mais dafuck que ChouKaru. Mesmo que Danzou tenha morrido, ele continua sendo um ninja Anbu. Hokage nenhum, nem mesmo o Naruto que segundo o povo da guerra “mudaria o mundo ninja” conseguiria modificar um sistema milenar da noite para o dia só pra que ele possa fazer couple com a Ino. Mas o no sense não para por aí…

Sakura como mãe solteira que teve uma filha do Sasuke –que continua viajando mundo afora desde o fim da guerra, ou seja, como? – sem ter se envolvido com ele. Pra mim, o fim da Sakura foi o pior e a maior prova de que Kishimoto é um machista de marca maior. Já comentei no tumblr a minha opinião sobre o tratamento que Kishimoto dá pras personagens femininas: luta contra qualquer vilão = meio clássico mais a saga do shippudden inteira pra sennin morrer, jounnin se lascar, uau, como Orochimaru e Zabuza são fodas(vilões iniciais que mais pareceram bostinhas conforme o anime evoluía), a luta do Madara com os kage que foi puta covardia por exalta-lo tanto em uma Reencarnação Impura totalmente controlada. Enfim, Madara era tão poderoso no mangá que nem Hashirama que matou uma vez tava dando conta com a ajuda de TODOS os ninjas, foram capítulos e capítulos de desespero, desesperança e adrenalina e nossa, O vilão. Luta contra a Kaguya, que é a raiz de toda história = três volumes no máximo pra ser derrotada por gennin com as lutas mais boçais de todo o mangá. Foi como ejaculação precoce segundo um amigo meu que tem pinto. A Ino que tinha um dos kekkei genkai mais fodas – só do fato de ter kekkei genkai já a torna especial – teve que virar médica por ser julgada inútil no clássico e ainda só desenvolver suas habilidades de Yamanaka no meio da guerra porque um homem mandou. Hinata faz parte do clã mais foda, enfrentou o Neji quase morrendo para provar pra ele que era uma ninja forte pra no final ser tudo igual, continuar sendo protegida(Neji morreu por isso, e logo agora que ele tinha praticamente se assumido para ela, mas pousou como santo casamenteiro falando “Naruto, agora você é um Hyuuga”, nunca vou superar essa morte tosca e sem sentido, como o Kishimoto pôde matar um personagem idolatrado só pra ele casar o Naruto? Ela já não tinha se declarado? ) e não confiando em si mesma, etc. Tsunade passou por toda superação pra no fim continuar lamentada por não casar e mantendo as feições do justu por vergonha da velhice(sem contar que todas as expressões dela de luta foram minimizadas se for contar com toda a ajuda que ela teve). A Temari que é mostrada como uma ninja forte tem um leque que simplesmente faz tudo por ela, ela é até lutadora de longa distância para ficar sempre na defensiva, isso não é ser forte para mim, mas para Kishimoto, em se tratando de uma FÊMEA, sim.

Mas com a Sakura todo o desprezo foi dobrado. Voltemos ao clássico. Qual a personalidade da Sakura? O que ela queria? Era uma menina inteligente, uma das melhores da classe, ela acreditava que podia ser forte, começou a trabalhar duro para acompanhar Sasuke e Naruto, enquanto eles treinavam com os sennins ela aproveitava suas habilidades de controle do chakra(atividade que ela sempre foi superior aos meninos, mas na hora do hush ela sempre era protegida, por que será?) para pedir ajuda não só para uma das sennins também, mas A HOKAGE, em troca de ser uma ninja médica digna. Estava tudo indo bem nas primeiras temporadas do shippuuden, ela curou o Kankuro – que estava envenenado com um veneno inusitado – com uma ervinha da esquina, tirou veneno dele com água da torneira, lutou contra um dos mais fortes da Akatsuki(Sasori era sublider, só ficava abaixo do Pain e da Konan), mesmo que ele tenha se entregado no final, todo o estrago que ela fez já brilhou de bom tamanho. Quando Naruto voltou, quando ela voltou ao time 7, voltou a ser inutilizada a ponto de até o Kabuto(que é inimigo) ter de cura-la. O seu momento de brilho intenso na guerra, superando até a Tsunade(que é referência de mulher forte) foi desprezado quando Sasuke e Naruto apareceram para selar o que devia ser o personagem mais foda do anime, mas no fim era só uma deusinha do sexo feminino, ou seja, Sakura pode ser forte, mas na frente de seus companheiros homens ela só serve pra deixar o grupo com três integrantes. Daí, para “melhorar” a situação, Kishimoto finaliza Sakura como uma dona de casa e mãe da filha do Sasuke(que não sei como foi feita já que Sasuke ainda está vagando pelo mundo); adeus sonhos, adeus treinamentos, adeus função de ninja médica, adeus todos os esforços que sempre eram inutilizados por homens. Basta dar uma criança do homem que ela “amou” – apesar de ele não só tê-la desprezado o anime inteiro, como também disse ao Naruto que nunca se interessou por ela antes de fazer as “declarações de amor” para ele (q) – e pronto. Fim da Sakura no anime. Porra, mano, quando eu vi ela naquele aventalzinho branco limpando a estante eu quis vomitar. Devia ter casado ela com o Rock Lee, ou não casa-la, transforma-la em uma mulher independente e forte que ela sempre quis ser fazendo as medicinas lá no hospital, que tal? Eu jurava que no fim ela superaria seus sentimentos pelo Sasuke e carregaria um legado de uma super ninja médica e talz. Não, tá pouco machista esse final, né? Ela ia acabar feliz conforme merecia, invés disso vamos alimentar os shippers (sério, tem gente que ignora a história dessa porra só pra shippar casalzinho, essa porra não é shoujo, tá) e dar um filho imaginário do homem que a detesta para essa linda dona de casa ex-sennin, ex-médica foda, ex-útil que já era inutilizada.

Mas veja pelo lado bom, a Tenten apesar daquela aparência de submissa chinesa, no fim era a mais autossuficiente das mulheres, isso é, ela nunca se mostrou gostar de ninguém, e não gostava. Casou com ninguém, manteve-se no mundo ninja ostentando sua paixão por armas. A princípio, ser uma ninja para ela era ser uma ninja, não fortalecer-se pra ficar com homem, nem fazer couple com quem ficou sem mulher por aí, nem nada disso. Era só ser uma ninja.

Kakashi e Gai no final juntinhos jogando fez tanta a alusão a casais homossexuais da terceira idade no Japão. Será? Mesmo que não, adorei.

Nem me importei com o final NaruHina(já que esse foi o único assunto que bombou sobre o fim por parte dos fãs), mas achei lindo o Naruto casar e ter filhos, podia ter sido com qualquer uma, até com a “assexual” Tenten. Achei tudo a ver ele casar e talz. Acho que de todos do time 7, o final do Naruto foi o único bom, do Sasuke teria sido bom se ele não tivesse engravidado a Sakura pelo olhar, já que ele continuou seguindo seus princípios. Parece que no fim, só quem se lascou mesmo foi a personagem feminina. Inesperado? Tanto quanto saber que no próximo capítulo do anime será uma filler.

Anúncios
Esse post foi publicado em J-Dramas e marcado . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s